U.F. de Morreira e Trandeiras

Cara(o) cidadã(o) da União de Freguesias de Morreira e Trandeiras,

O meu nome é José Manuel da Silva Carvalho, tenho 47 anos, resido na Morreira (União das Freguesias de Morreira e Trandeiras) e é com grande sentido de responsabilidade, mas, também, com genuíno orgulho, que vos comunico que serei candidato pelo Partido Socialista, a Presidente da Junta de Freguesia desta União.

Nasci e cresci na Morreira, aqui casei e vi nascer os meus filhos. Com apenas 14 anos, iniciei uma vida profissional no setor automóvel, tendo, aos 21, constituído a minha própria empresa de reparações em automóveis que mantive em funcionamento durante cerca de 20 anos. Ao longo desse tempo e porque gosto, sempre de aprender, faz outros cursos profissionais durante, tendo, há cinco anos, decidido abraçar a profissão de perito averiguador, que ainda exerço atualmente.

Por gostar de apoiar, de servir e de trabalhar para a comunidade, entrei há doze anos para o Executivo da Junta de Freguesia da Morreira, como Tesoureiro, função que cumpri com responsabilidade e rigor durante 8 anos.

Com o processo de agregação das freguesias, em 2013, fiquei como primeiro secretário da assembleia, função que ainda mantenho.

A decisão de ser candidato assenta na vontade de servir a nossa terra, colocando ao dispor de todos a experiência e o conhecimento profundo que obtive do nosso território e da nossa comunidade, dos problemas e das necessidades da população destas freguesias.

Acredito em equipas, pelo que reuni à minha volta um grupo capaz, coeso, com vontade e capacidade para despertar Morreira e Trandeiras que, na nossa opinião, se encontra adormecida, apagada e entristecida pois nos últimos quatro anos, houve apenas promessas, promessas e mais promessas.

Tenho orgulho em ser candidato pelo PS, pois foi o Partido Socialista quem mais fez obras nestas duas freguesias, quem mais contribuiu para o seu progresso e desenvolvimento.

Morreira e Trandeiras precisam de Novas Ideias para o futuro, para as pessoas, para o associativismo, para o desporto, para a educação. Necessitam de uma Nova Ambição ao nível das propostas e projetos, precisam de transparência no agir, de independência no intervir e de coragem e visão na forma de pensar, planear e executar o nosso futuro coletivo.

Conto com todos para afirmar esse caminho. Contem todos comigo para o concretizar.

Um abraço amigo,

José Carvalho